A Educação e o desenvolvimento de empresas

Apoio à educação 

O nosso apoio à educação busca ajudar os indivíduos enquanto também contribuimos para desafios mais amplos, tais como  permitir o acesso à educação e melhorar as condições das escolas rurais. Estamos  interessados em garantir que complementamos os esforços do governo através da formação de capacidade, seja fazendo melhorias a edifícios escolares, apoiando a educação universitária , desenvolvendo a capacidade das instituições para fornecer melhores serviços educacionais ou ajudando os indivíduos a obter as competências que precisam para dar uma contribuição valiosa à sociedade. Acreditamos que a educação pode ajudar os indivíduos a contribuir para uma melhor cidadania. O nosso apoio inclui programas com vários grupos desfavorecidos. 

Em 2013, por exemplo, nós e os nossos parceiros continuámos a prestar apoio na construção e restauração de escolas. Também abrimos novas escolas; que podem mudar as vidas de comunidades inteiras, especialmente em áreas onde existe pobreza ou outras formas de carência. 

Desenvolvimento das competências 

Também centramos os nossos esforços  no desenvolvimento das competências das pessoas para que possam dar uma contribuição valiosa ao desenvolvimento do país. Estas iniciativas estão frequentemente ligadas ao fortalecimento da formação e instituições de desenvolvimento. Por exemplo, em Junho de 2013, foram feitos progressos numa iniciativa apoiada por nós para promover a formação de língua inglesa e o desenvolvimento de capacidades em Angola. Um acordo entre o British Council e o Instituto Angolano do Ensino Superior de Luanda (ISCED)*, tem o objectivo de desenvolver um centro de excelência para formação de língua inglesa e oferecer ensino de língua inglesa de melhor qualidade. 
“ A língua inglesa é vital para o desenvolvimento do nosso país e todos os departamentos do governo e institutos que lidam com organizações externas” afirmou o director do ISCED Daniel Mingas. “A língua inglesa é necessária para se conseguir dialogar e para negociar com com os nossos parceiros e portanto, a formação nesta língua precisa de ser consolidada para trazer os benefícios desejados ao nosso país”.

Apoio à engenharia e às ciências

A BP e a Universidade Agostinho Neto (UAN) assinaram um acordo de cooperação em 2005, que tem o objectivo de melhorar a quantidade e qualidade dos engenheiros e geocientistas angolanos. O programa presta  assistência financeira para bolsas escolares, manuais e equipamento de laboratório, programas para melhorar as capacidades de ensino e outros equipamentos, materiais e instalações de educação.

Também nos associámos com à Academia para Desenvolvimento Educacional, para instalar um laboratório de Sistema de informações geográficas e desenvolver um curso aplicado de utilizadores profissionais. Além da formação de professores e alunos universitários, o curso oferece formação para indivíduos de empresas de serviços públicos e órgãos governamentais. 

Formação de capacidade legal em petróleo e gás
*Translator’s note: ISCED means Instituto Superior de Ciências da Educação 
Prestámos assistência à faculdade de direito da UAN no estabelecimento de um programa de Mestrado (LLM) em direito de petróleo e gás. O objectivo do programa é criar profissionais qualificados que servirão adequadamente os interesses do povo angolano, do estado e da indústria de petróleo, com o objectivo de tornar os contratos de petróleo e gás vantajosos para todos. O curso contém uma vasta gama de módulos, incluindo a ética e a transparência, tecnologia de petróleo e gás, contratos e lesgislação fiscal e ambiental.  

Inicialmente, a BP assumiu um compromisso no valor de $2,3 milhões para financiar três sessões do programa e prestou uma assistência técnica significativa. Subsequentemente, foi fornecido  financiamento adicional para cobrir um quarto curso. 

Aproveitando o sucesso do programa, a faculdade de direito da universidade anunciou o estabelecimento de um Centro de Pesquisa para Estudos Legias, Económicos e Sociais, que será responsável por dirigir o programa de LLM, assim como um programa futuro de MBA de petróleo e gás. Ambas as iniciativas receberão apoio financeiro e técnico da BP Angola.   

A universidade concordou em converter o programa patrocinado pela BP, já existente, em dois cursos de Mestrado completos, permitindo aos estudantes escolher entre um Mestrado em direito de petróleo e gás ou gestão de empresas de petróleo e gás. 

Os novos programas envolverão a colaboração com o Instituto Brasileiro de Petróleo e oferecerão oportunidades únicas para envolver os líderes actuais e futuros e posicionarão a BP como uma forte entidade na contratação dos melhores licenciados. A forte rede criada à volta do programa, o qual envolve estudantes de uma vasta gama de instituições, tais como companhias de petróleo, escritórios de advogados, o Ministério dos Petróleos e o Ministérios das Finanças, permite-lhes fazer contribuições significativas nos seus campos escolhidos, reduzindo a dependência de assistência técnica estrangeira. 

Para além de formar profissionais jurídicos e líderes futuros de Angola em aspectos de gestão, técnicos e legais do petróleo e gás internacional, os programas ajudam a aumentar a sensibilização no governo, na indústria e académicos sobre a importância e benefícios da transparência e boa governação, assim como realização da actividade de forma ética.  
. 

Fortalecimento de conhecimentos mais amplos da nossa indústria 

Para celebrar o início de actividades da produção do maior projecto em águas ultra profundas  em África, compreendendo a maior infraestrutura  submarina no mundo, a BP organizou a visita de uma delegação de alto nível para inaugurar oficialmente o navio de produção, armazenamento e descarga do Plutão, Saturno, Vénus e Marte (FPSO PSVM) e uma exposição especial de tecnologia no Museu de História Natural em Luanda.
O desejo de informação em todos os aspectos da nossa indústria – e particularmente sobre o projecto e função do Plutão, Saturno, Vénus e Marte (PSVM) – foi evidente a julgar pelos milhares de visitantes, de todas as idades, que se fizerem presentes na exposição de tecnologia para obter um conhecimento profundo da contribuição da indústria de petróleo e gás no desenvolvimento da Angola moderna.