Competências industriais e desenvolvimentos

A área de prioridade no Desenvolvimento de Competências Industriais, da nossa estratégia de CSI ,é um grande componente do nosso programa geral de CSI, visto que acreditamos na capacitação das comunidades, fornecendo as competências necessárias que lhes permitirão “pescar” por si, em vez de nós pescarmos por elas.

Temos o objectivo de fornecer as ferramentas necessárias, as quais permitem aos aprendizes contribuir para a sociedade, de uma forma significativa, através de empregos remunerados ou criando as suas próprias empresas. Investimos em comunidades para que possam ser capazes de se sustentar socio-economicamente, sem o nosso envolvimento. 

Esta área de foco também tem como objectivo criar um conjunto de futuros profissionais em algumas das áreas, que são identificadas pelo governo como áreas de competência crítica. Isto é principalmente realizado através de parcerias com instituições educacionais, como o WITS.

WITS TTP (Targeting Talent Programme)

A BP celebrou uma parceria com o WITS TTP para um programa que tem o objectivo de aumentar a preparação académica, social e psicológica de aprendizes seleccionados, de contextos socio-económicos desfavorecidos, para admissão, inscrição e sucesso em Universidades Sul-africanas.

Investimento da BP

O investimento inicial da BP para o programa foi de R10 milhões e a BP assumiu o compromisso de investir R105 milhões para manter o programa em funcionamento durante os próximos cinco anos. Isto torna o WITTS TTP, num projecto de responsabilidade social com a bandeira da BP, durante a próxima década.

Como é que o programa funciona

Os aprendizes são seleccionados em escolas desfavorecidas em todo o país, enquanto estão no 10º ano, são colocados no programa durante 3 anos e apoiados até que sejam submetidos aos exames Matric. 

A preparação de três anos envolve um currículo de enriquecimento académico residencial, onde os aprendizes são leccionados através de oradores da Universidade de WITS, um currículo de competências de desenvolvimento pessoal residencial, um currículo de desenvolvimento de educador residencial e um currículo de compensação de matemática e ciências. 

Retorno sobre o Investimento ao país

  • Dos 200 aprendizes que foram inscritos no programa em 2010, 192 aprendizes concluíram o programa, enquanto que 8 desistiram por motivos pessoais.
  • Todos os 192 fizeram o exame Matric e todos foram aprovados com isenção (alcançando a entrada nas universidades).
  • O Melhor Aprendiz Matric do País em 2012, Mmadikgetho Komane, foi um dos Aprendizes TTP que concluíu o nosso programa no ano passado. Esta rapariga de 18 anos de Glen-Cowie Girls High School em Limpopo foi classificada a melhor aprendiz no país, com pontuação de 10% em Matemática, Ciências Físicas e Contabilidade. Ela também recebeu distinções em SePedi, Orientação de Vida, Língua Inglesa e Ciências da Vida. A Mmadikgetho estudará Ciências Atuariais na Universidade WITS .
  • Os outros 17 aprendizes do programa obtiveram pelo menos 6 distinções.
  • Isto proporciona alguma tranquilidade pois a nossa parceria com a WITS está a resultar excepcionalmente bem e estamos empenhados em continuar o programa durante os próximos 5 anos, influenciando a vida de mais de 1,000 aprendizes e mudando o seu futuro.