1. Home
  2. Notícias
  3. 600 milhões de barris produzidos no FPSO Grande Plutónio

600 milhões de barris produzidos no FPSO Grande Plutónio

O FPSO Grande Plutónio no Bloco 18, operado pela bp e que tem como parceira a empresa Sinopec, ultrapassou o marco histórico de 600 milhões de barris de petróleo produzidos 

Este marco do primeiro bloco operado pela bp no país foi alcançado apesar dos desafios do actual ambiente de negócios imposto pela pandemia da COVID-19 e as restrições que daí advieram. Ainda assim, foi possivel:

  • Manter níveis excelentes de eficiência operacional no primeiro semestre de 2020, atingindo uma produção acima do plano
  • Melhorar o desempenho do sistema de injecção de água para garantir maior estabilidade na produção futura. 
  • Continuar a redução de queima de gás que permitiu ao FPSO vencer o prémio inaugural de emissões de baixo carbono da bp (Helios) em 2019.

A equipa concentra-se agora na melhoria da performance de poços e desafios operacionais, bem como na passagem do projecto Platina para a fase de execução, entre outros. 

 

 

‘’Para se alcançar marcos históricos como este requer-se uma mentalidade de espírito de equipa não somente dentro da bp, mas também em estreita colaboração com a Concessionária Nacional (ANPG), a Sinopec Angola , nosso parceiro do bloco bem como as companhias prestadoras de serviços.

É o engajamento de todos que acrescenta valor ao nosso trabalho. Estou confiante que a resiliência da nossa equipa no país continuará a acrescentar valor para Angola e para a bp.’’  

Adriano Bastos, Vice-presidente Sénior da bp Angola

 


O Bloco 18 encontra-se no alto mar angolano, a 160 milhas náuticas a noroeste de Luanda. Foram feitas oito descobertas neste bloco, das quais os campos Gálio, Crómio, Cobalto, Paládio e Plutónio que formam o primeiro campo de produção conhecido por Grande Plutónio.

Saiba mais sobre o projecto Grande Plutónio através deste link.