1. Home
  2. Faz a tua mascara e ajude a baixar a curva da propagação da Covid-19

Faz a tua máscara e ajude a baixar a curva da propagação da Covid-19

Uma campanha que incentiva pessoas de toda a África a fazer as suas próprias máscaras a partir de materiais que têm em casa, juntou os funcionários da bp e da Castrol, para além de algumas caras (com máscara) famosas para contribuir para o abrandamento do ritmo da propagação do vírus e ajudar a salvar vidas

Uma campanha que incentiva pessoas de toda a África a fazer as suas próprias máscaras a partir de materiais que têm em casa, juntou os funcionários da bp e da Castrol, para além de algumas caras (com máscara) famosas para contribuir para o abrandamento do ritmo da propagação do vírus e ajudar a salvar vidas.

"Faz a tua máscara" é uma iniciativa comunitária de um grupo de funcionários da bp e da Castrol África que constataram que, em algumas regiões do continente, é impossível manter o "distanciamento social".

Para reduzir a propagação do Coronavírus, o Centro Africano de Prevenção e Controlo de Doenças (CDC) recomenda o uso de uma máscara feita em casa, para além da lavagem frequente das mãos e do distanciamento social. Os funcionários da bp e da Castrol criaram uma campanha positiva e informativa para ajudar a passar a mensagem do CDC.

A campanha inclui o Desafio de 30 segundos “Faz a tua máscara” nas redes sociais; informação para as comunidades através de cartazes, anúncios na rádio e noutros meios de comunicação; envolvimento de líderes comunitários, instituições governamentais e pessoas influentes; além de diversas iniciativas por toda a África.

Richard Heron, o Director Médico do Grupo bp afirmou: “Nesta crise humanitária global, a bp quer desempenhar um papel importante no combate ao coronavirus, particularmente nas regiões onde operamos. Os funcionários da bp e da Castrol Africa estão convictos de que a criação e divulgação de materiais educativos simples acerca da criação e do uso de máscaras para o rosto, lembrando ao mesmo tempo a importância da lavagem frequente das mãos e do distanciamento social, pode fazer a diferença. Estes esforços são especialmente relevantes para salvar vidas em locais com desafios como a sobrepopulação, a pobreza e sistemas de saúde sobrecarregados.”

Em Angola, Euclides da Lomba, ícone da musica nacional e vencedor do Topo dos mais Queridos, está a apoiar a campanha #MakeYourMask. Euclides afirmou, “Eu estou a ajudar a combater a COVID-19. E tu?” O multi-medalhista paralímpico, José Armando Sayovo também ofereceu o seu rosto para ajudar a baixar a curva da propagação do Coronavirus.


Junta-te a nós! Mostra a tua máscara feita em casa nas redes sociais usando o hashtag #MakeYourMask. Para mais informações, incluindo um guia de cinco passos para criar uma máscara, visite bp.com/MakeYourMask


Para mais informações sobre as máscaras, o Coronavírus ou a COVID-19, visite cdc.gov

 

"Faz a tua máscara" é uma das várias iniciativas que a bp e os seus funcionários organizaram durante esta luta global contra o Coronavírus para ajudar famílias, vizinhos e comunidades. #InThisTogether

FIM

Nota aos editores

  • Esta campanha para Africa está alinhada com a campanha em curso lançada pela bp Angola que está a promover a produção e distribuição de máscaras faciais para algumas comunidades com maiores necessidades em Luanda, Huambo e Benguela.
  • Para mais informações, imagens ou pedidos de entrevistas, contacte: antonio.vueba@bp.com (+244938 636 523) 
  • Os materiais informativos produzidos pela bp foram criados em alinhamento com os conselhos do CDC (Centro para o Controlo de Doenças), da Academia de Medicina de França, do CDC de África e de organizações similares.
  • As máscaras de algodão dobráveis possuem 80% da eficácia das máscaras comerciais. Incentivar as pessoas a fazer e a usar uma máscara irá ajudar a reduzir a propagação do vírus e impedir pessoas contaminadas assintomáticas de transmitirem o vírus. 
  • Com base nas orientações do CDC e das políticas governamentais de muitos países africanos, o uso de máscaras feitas em casa é recomendado, para além da lavagem frequente das mãos com sabão ou desinfetante e das medidas de distanciamento social. 
  • Esta campanha foi criada para reforçar as diretrizes de cada governo e não as pretendem substituir.