BP estabelece compromisso para um futuro de baixo carbono

16 de Abril de 2018

A BP publicou hoje um novo relatório que estabelece seu compromisso com um futuro de baixo carbono e suas contribuições para enfrentar o desafio duplo de fornecer energia para a crescente demanda global, ao mesmo tempo em que reduz as emissões de gases de efeito estufa.

Bob Dudley, CEO do grupo BP, disse:

“O mundo está crescendo como nunca, criando oportunidades para bilhões de pessoas. E todo este crescimento requer energia. Mas à medida que o mundo demanda mais energia, aumenta também a exigência de que esta energia seja produzida e distribuída em novas formas, com menores emissões.”

“Na BP, nós abraçamos este desafio duplo. Nós sempre olhamos para o futuro, nos ajustamos às mudanças e encaramos abertamente desafios como este. Neste relatório, examinamos como o mundo da energia está mudando, estabelecemos nossas ambições de redução de emissões e mostramos como estamos contribuindo para avançar a transição energética.”

O relatório, intitulado Avançando a Transição Energética, detalha os planos da BP para cumprir este compromisso: reduzir as emissões de gases de efeito estufa em suas operações; aprimorar seus produtos para ajudar os clientes a reduzir suas emissões; e criar negócios de baixo carbono.

O relatório também estabelece metas de curto prazo para limitar as emissões de gases de efeito estufa nas operações da BP, que permitirão aferir o progresso. Estas metas são concretas, mensuráveis e a intenção é de que sejam atingidas ao longo de dez anos.

Zero aumento em emissões

Ainda que cumpra seus planos de crescimento de negócio ao longo dos próximos anos, a BP pretende manter as emissões de gases de efeito estufa em suas operações ao mesmo nível ou abaixo do registrado em 2015, até 2025. A empresa planeja atingir este objetivo por meio de reduções sustentáveis nas emissões em suas operações, limitando a intensidade de emissões de metano de seus negócios de óleo e gás e utilizando projetos de neutralização de carbono.

Reduções sustentáveis nas emissões

A BP pretende gerar reduções sustentáveis de 3,5 milhões de toneladas de CO2 equivalente em gases de efeito estufa em seus negócios até 2025. Aprimorar a eficiência energética de seus negócios por meio de novas tecnologias, limitar a intensidade de emissões de metano e reduzir a prática de flaring (queima) de óleo e gás são medidas das quais se esperam reduções permanentes e quantificáveis nas emissões.

Limitando a intensidade de metano

Como parte importante do plano, a BP está determinada a reduzir as emissões de metano –componente primário do gás natural, mas também um poderoso gás de efeito estufa – de suas operações. A BP estabeleceu como meta limitar a intensidade de metano a 0,2% em suas operações de óleo e gás.

Neutralização de carbono

Onde estas ações por si sós não mantenham as emissões de gases de efeito estufa da BP ao mesmo nível ou abaixo dos níveis de 2015, a BP pretende investir em projetos de alta qualidade para neutralização de carbono, de forma a garantir que o objetivo seja atingido.

Avançando em Baixo Carbono

A BP também introduziu um programa de certificação para todo o grupo, denominado Avançando em Baixo Carbono, para incentivar que todos os negócios da BP persigam oportunidades de reduzir suas emissões e para encorajar clientes e outros públicos fora da BP a fazer escolhas de mais baixo carbono.

“Nós sabemos agora que apenas uma corrida para energias renováveis não será suficiente. Para entregar emissões significativamente mais baixas, todos os tipos de energia precisam ser mais limpas e melhores. É por isso que estamos fazendo mudanças audaciosas em todo o nosso negócio”, disse Bob Dudley. “Estamos introduzindo o programa Avançando em Baixo Carbono em toda a BP para validar nossos esforços e estimular ações adicionais.”

O programa destaca atividades em toda a BP que demonstrem e entreguem melhores resultados em emissões de carbono, como reduções na geração direta de gases de efeito estufa ou através de neutralizações. Cada atividade incluída no programa é avaliada e sujeita a auditoria independente com base em critérios definidos. Aqueles que forem considerados aptos receberão o logo do programa. O programa foi lançado com 33 atividades certificadas dentre os negócios da BP.

O relatório Avançando a Transição Energética foi publicado hoje em conjunto com o Relatório de Sustentabilidade da BP para 2017. Projetado em torno de questões comuns sobre as políticas e desempenho da BP, o relatório deste ano descreve a abordagem da empresa para uma série de questões não-financeiras, de forma clara e acessível. O relatório recebe ainda amplo suporte de documentos e exemplos em versão online.

Notas aos editores:

Mais informações:

Máquina Cohn & Wolfe

Alberto Komatsu

alberto.komatsu@maquinacohnwolfe.com
+55 11 3147 7487 | c: +55 11 98988 5144

Nota em relação a declarações sobre o futuro

Este press release contém certas declarações sobre o futuro – ou seja, não baseadas em eventos e circunstâncias passados – que podem se relacionar a ambições, objetivos, metas e planos da BP – assim como declarações relacionadas ao futuro do mix de energia. Tais declarações envolvem risco e incertezas porque se relacionam a eventos e dependem de circunstâncias que irão acontecer no futuro e estão fora do controle da BP. Os resultados reais podem ser diferentes dos que estão expressos em tais declarações, dependendo de uma variedade de fatores, incluindo aqueles apresentados em “Fatores de Risco” em nosso Relatório Anual e no formulário 20-F 2017 e outras questões mencionadas em

www.bp.com/energytransition.