1. Home
  2. Notícias e Relatórios
  3. Press Releases e Notícias Recentes
  4. Piloto Miguel Oliveira é recente embaixador do BP Segurança ao Segundo

Piloto Miguel Oliveira é recente embaixador do BP Segurança ao Segundo

Iniciativa promove segurança rodoviária junto dos mais jovens

O piloto Miguel Oliveira junta-se, em 2018, ao leque de embaixadores do BP Segurança ao Segundo (BPSS), programa que, de forma lúdica e pedagógica, alerta os jovens para a importância de adotarem comportamentos e práticas seguras na estrada. O piloto de motociclismo junta-se assim a nomes como Salvador Mendes de Almeida e Miguel Barbosa, que apoiaram o projeto, com vista à redução da sinistralidade rodoviária juvenil no nosso País.

 

Para o piloto o trabalho junto dos jovens não é uma novidade. Miguel Oliveira criou um projeto pedagógico pioneiro em Portugal - a Oliveira Cup, Troféu-Escola de motociclismo - dirigido a talentos, dos 10 aos 14 anos, e que este ano inclusive passa a englobar uma nova categoria para iniciação absoluta à velocidade, com pilotos a partir dos 7 anos. As jovens promessas da Oliveira Cup podem ter ainda a possibilidade de se iniciarem no Campeonato Nacional de Velocidade e ainda noutras competições internacionais, sob a chancela da Miguel Oliveira Fan Club Racing Team.

 

Anabela Silva, Diretora de Marketing e Comunicação da BP Portugal explicou que “o BPSS nasceu de a BP ter como valor máximo a Segurança”, sublinhando que “em Portugal, opera há três anos com Zero Acidentes.“ A diretora de marketing esclarece ainda que ”o convite a Miguel Oliveira deve-se ao trabalho que desenvolve junto das camadas mais jovens e que a BP pretende que o piloto se envolva diretamente no projeto destacando a importância de conduzir sempre em segurança, seja em duas ou quatro rodas.”

 

 

É gratificante poder ser um dos embaixadores desta ação que pretende proporcionar aos mais jovens uma tomada de consciência tão importante. Sinto que é fundamental esta consciencialização cada vez mais cedo e se eu puder contribuir para isso, assim o farei com compromisso e responsabilidade em associação com a BP Portugal."Miguel OliveiraPiloto de Motociclismo

 

 

Podem participar na iniciativa deste ano estudantes do 9º ao 12º ano de escolaridade e também do ensino profissional, residentes em Portugal, com equipas de 4 a 10 elementos da mesma escola, coordenados por um professor. Cada grupo deverá criar um vídeo original (com recurso a telemóvel, câmara de vídeo ou outro dispositivo), com uma mensagem sobre prevenção e segurança rodoviária, subordinada a um dos cinco principais fatores de risco de acidentes rodoviários no nosso País: condução sob o efeito de álcool ou drogas; excesso de velocidade; uso do telemóvel durante a condução; não utilização do cinto de segurança e condução em situação de fadiga ou cansaço. A data limite de entrega dos trabalhos é 20 de abril.

 

Os finalistas escolhidos pelo júri BPSS (a 23 de abril) serão desafiados a criar um storyboard para um spot, com o apoio a equipa BPSS, até 30 de Abril. As cinco equipas finalistas disputam a final nacional em Viseu, no âmbito da “Capital Jovem da Segurança Rodoviária”, a 10 e 11 de maio. O spot vencedor será emitido na RTP.

 

O BPSS conta ainda com um Roadshow BPSS que visitará algumas escolas de norte a sul do país permitindo aos futuros condutores experimentar um simulador de capotamento, receber formação sobre a correta forma de colocação do cinto de segurança e sobre as principais técnicas para se libertarem do mesmo num acidente.

 

Esta iniciativa foi criada em 2012, pela BP Portugal. São parceiros desta iniciativa: o Automóvel Club de Portugal, a Fórum Estudante, a Associação Salvador e a RTP. O programa conta ainda com o apoio institucional da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária e a Direcção Geral de Educação.

Este ano conta também com o apoio à organização do Município de Viseu e Instituto Politécnico de Viseu.

 

Com o lema “Porque na estrada todo o segundo conta!”, o BPSS já envolveu desde a sua primeira edição, em janeiro de 2012, cerca de 19 mil alunos jovens e cerca de quatro centenas de escolas secundárias a nível
nacional.